MENU

Casa de Cultura Laura Alvim participa da Virada Sustentável

A Virada Sustentável, o maior festival brasileiro de cultura da sustentabilidade, acontece este ano entre 7 e 10 de junho e terá mais de 538 atrações gratuitas para toda a família, em diversas regiões do Rio de Janeiro – dentre elas, a Casa de Cultura Laura Alvim, um espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ –  e também em municípios do Grande Rio.

Pontos estratégicos como a Praça dos Arcos da Lapa, o Parque das Figueiras na Lagoa, o Museu de Arte do Rio (MAR), o Museu do Meio Ambiente no Jardim Botânico e o Parque Madureira serão cenários da Virada Sustentável 2018, com programação para todas as idades. Além destes locais, todas as 18 unidades do Sesc Rio participarão da Virada Sustentável com programação especial para a Semana do Meio Ambiente que inclui atividades artísticas e culturais para o público infantil, exposições, oficinas e plantio de mudas. Todas atividades têm entrada gratuita.

O objetivo é aumentar o engajamento da sociedade em relação à sustentabilidade usando elementos lúdicos, festivos e inspiradores como ferramentas. O festival busca unir causas e organizações transformadoras, proporcionando uma virada de consciência na população.

A Virada Sustentável reúne atrações culturais, apresentações musicais, atividades infantis, oficinas, performances, atividades zen, rodas de conversa. No campo do conhecimento, serão realizados onze painéis com temas relevantes da sustentabilidade em seu sentido mais amplo, conduzidos por especialistas e com a participação de representantes de todos os setores da sociedade.

Destaques da programação Virada Sustentável Rio 2018

No dia 7 de junho, quinta-feira, a Virada Sustentável começará com uma Regata Ecológica que fará um mutirão de limpeza na Baía de Guanabara, coordenada pelo Instituto Rumo Náutico, da família Grael, em Niterói. Também terá a exibição do documentário “Baía Urbana”, seguido de debate com o diretor Ricardo Gomes. No Museu de Arte do Rio (MAR), acontecerão três painéis da Virada ao longo do dia, com os temas “Igualdade Social”, “Segurança Pública” e “Mobilidade Urbana”. À noite, acompanhando o espírito do festival, a Virada transformou o tradicional coquetel de abertura para patrocinadores em uma ação social em que os mesmos serão voluntários no Refettorio Gastromotiva, servindo o jantar para 90 pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Na sexta-feira, dia 8, acontece a abertura oficial da Virada Sustentável no Museu de Arte do Rio (MAR), com um painel de abertura, com o tema “Parcerias para a Sustentabilidade”, seguido pelos painéis de “Águas”, “Novas Economias” e “Economia Circular”. Na Praça dos Arcos da Lapa acontecerão diversos shows musicais, como Afrojazz, Baque Mulher, Júlia Vargas e a grande atração da noite, Elza Soares.

No dia seguinte, sábado, a partir de 9h, a Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema, será palco de oficinas, rodas de conversa e exposição artística.

No Cantagalo, o Favela Hub apresenta filme de realidade virtual da Conservação Internacional, oficinas, rodas de conversa e apresentações artísticas. No Bondinho do Pão de Açúcar, no Morro da Urca, acontece um seminário e exibição de curta-metragens da Semana do Meio Ambiente da Unirio. Na Casa Anitcha, no Grajaú, na Casa Gaia, no Méier, na Mi Casa 328, em Jacarapaguá, e em Nova Sepetiba acontecem mais apresentações artísticas, oficinas e rodas de conversa.

No sábado, dia 9, acontecerão três painéis da Virada ao longo do dia no Museu de Arte do Rio (MAR), com os temas “Clima”, “Alimentação” e “Igualdade de Gênero”. O Parque das Figueiras, na Lagoa, será totalmente ocupado com diversas atividades artísticas, de ação e conhecimento e de saúde e bem-estar. A partir das 15h30, o ‘Palco Delas” receberá as apresentações de Virgo, Luiza Boê, Luciane Dom e Mulheres de Buço. No Refettorio Gastromotiva, na Lapa, e na Paróquia São José da Lagoa haverá feiras orgânicas, rodas de conversa e oficinas. O Parque Madureira será palco do projeto associado “Corpos (in)visíveis” com diversas atividades artísticas e de conhecimento. Na Casa Anitcha, na Casa Gaia, na Mi Casa 328 e em Nova Sepetiba a programação continua neste dia com diversas atrações.

No domingo, dia 10, o Museu do Meio Ambiente, no Jardim Botânico, é o cenário do painel “Diálogos Interreligiosos” e de um ato interreligioso com líderes de diversas religiões. No Parque das Figueiras, na Lagoa, segue a programação da Virada com diversas atividades, até seu encerramento com uma grande festa artística ao final do dia.

A programação completa da edição 2018 está no site www.viradasustentavel.org.br.