MENU

Galeria Laura Alvim recebe “CONTEMPORÂNEO – Exposição Internacional de Arte Têxtil”

De 10 de junho a 25 de julho, a Galeria da Casa de Cultura Laura Alvim, espaço da FUNARJ em Ipanema, vai apresentar a "CONTEMPORÂNEO – Exposição Internacional de Arte Têxtil". A mostra reúne trabalhos de 16 artistas brasileiros e estrangeiros e poderá ser visitada de terça a domingo, de 13h a 18h.

A exposição conta com participação de artistas brasileiros com carreiras reconhecidas dentro e fora do país, com destaque para obras de Verônica Filipak e Claudia Dias. Elas fazem parte de um grupo seleto de brasileiros que nos anos 70 e 80 se apropriou do têxtil e das fibras para criar obras de arte, algumas já expostas em museus e galerias, como o MUMA - Museu Municipal de Arte, de Curitiba e na VIII Bienal de Arte Têxtil em Madri. O curador destaca também o trabalho do artista mineiro, Hélio Brito, inspirado no desastre ambiental de Mariana: "É impressionante o que ele consegue dizer com polos diferentes, trazendo beleza e ao mesmo tempo tragédia na sua obra".

Entre os estrangeiros estão as obras das artistas plásticas americanas Sidnee Snell e Terri Shinn e da canadense Carole-Ballargeon, pioneiras neste segmento.

A exposição que acontece na Laura Alvim é uma parte da exposição que foi apresentada no Museu La Conner, no estado de Washington, nos Estados Unidos, de agosto a outubro de 2018.

A arte têxtil contemporânea tem cada vez mais reconhecimento, admiradores e espaços para exposições em galerias e museus, em vários países, como no The National Quilt Museum (EUA), ou no Tokyo Metropolitan Museum no Japão.

Aqui no Rio o público poderá conhecer peças modernas e arrojadas, onde os artistas conseguem mostrar resultados surpreendentes em instalações, esculturas e a partir da utilização de pequenos pedaços de tecidos, base para essa arte que é, segundo o curador da mostra, Zeca Medeiros, singular, moderna e clássica, ao mesmo tempo.

A mostra estará aberta ao público de 10 de junho a 25 de julho, de terça a domingo, de 13h às 18h, seguindo o Protocolo de Segurança Sanitária da FUNARJ. A entrada é franca. 

Assista

Incorporar HTML não disponível.